Saiba qual a diferença entre leitor 1D e 2D

Desde os primeiros esboços da criação do código de barras, ainda na década de 1950, foi possível perceber a importância que esse tipo de codificação tinha para a sociedade. Ao fim dos anos 1960, foi criado um sistema de verificação geral das codificações e, desde então, as barras em preto e branco passaram a ser usadas em diversas áreas. Na década de 1990, no entanto, o modelo, até então linear e unidimensional, ganhava vida nova ao ser feito em 2D no Japão, em uma versão usada para rastrear veículos em processo de produção.

Os códigos de barra 2D diferem do linear por conterem informações horizontais e verticais. Isso é fundamental para entender a diferença entre um e outro, já que o destaque principal do leitor 2D é o fato de que ele consegue armazenar muito mais informações. Isso porque é preciso considerar que ele tem uma nova dimensão de armazenamento de dados. Quando multiplicado pela capacidade de armazenamento anterior, ele permite uma quantidade muito maior de combinações para guardar os dados.

“Na indústria e no comércio, os códigos de barras 1D são usados para poder armazenar informações mais simples e curtas. O maior exemplo disso são os códigos de barras de produtos, que contém o seu preço, nome, marca e outros detalhes. Esse modelo é simples e, por isso, os custos de sua utilização são bastante baixos”, explica Joannes Righetto, diretor da ZIP Automação, e-commerce brasileiro do segmento de automação comercial.

 

1D – Linear

Os códigos de barra 1D são criados a partir de linhas de mesmo sentido e paralelas umas às outras, que carregam consigo informações variadas. Elas podem representar praticamente qualquer tipo de dados (como números ou letras) e até mesmo criptografias, sendo bastante usadas para quem quer inserir informações de forma menos óbvia.

O sistema de leitura do código de barras linear pode ser feito de várias formas. Ele é lido por um equipamento a laser que faz a decodificação das barras. Esse equipamento é de fácil utilização e pode ser incorporado a qualquer momento na rotina de empresas de todos os portes.

Apesar de sua facilidade, é preciso entender que o código de barras tem suas limitações. Quando a etiqueta é danificada ou são criadas linhas pretas e parecidas com o código ao lado das originais, isso corrompe o sistema de codificação dos dados. Esse problema costuma ser driblado, todavia, com a adição de códigos numéricos que podem ser digitados manualmente caso o código não seja lido de forma adequada. Além disso, a capacidade de armazenamento do código de barras linear costuma ser entre 12 e 20 caracteres.

 

2D – Mais detalhado

Os códigos de barras 2D são usados sobretudo quando é preciso colocar informações essenciais de um certo produto sem precisar escrever tudo detalhadamente. Lote, número de série, informações de produção e afins são algumas das principais informações que costumam aparecer nesse tipo de codificação.

Esse tipo de código de barras pode ser classificado como empilhado ou matriz. O código de barras empilhado é mais simples, já que consiste basicamente em códigos lineares empilhados uns sobre os outros, combinando as suas formas de codificação. Já os códigos de barra matriz são compostos por estruturas de forma quadrada, sextavada ou até mesmo circular, que ficam dispostas de forma aparentemente desordenada para poder conter todas as informações necessárias.

A capacidade de armazenamento de um código de barras 2D é de até 1000 caracteres. Ou seja, ele suporta informações bem mais complexas e detalhadas do que o anterior. O seu sistema de leitura é mais complexo, mas já existem no mercado leitores de alta capacidade e disponíveis para empresas. A ZIP Automação disponibiliza modelos de leitor 2D que se adequam às necessidades de negócios de varejo ou não, oferecendo opções que se encaixam melhor nos objetivos e no modo de trabalho de cada setor.

 

Saiba mais

A ZIP Automação é um e-commerce que trabalha com o segmento de soluções para automação comercial. A empresa oferece produtos como impressora fiscal, não fiscal e equipamentos SAT Fiscal. Além disso, a ZIP Automação comercializa também leitor de código de barras 1D e 2D, impressora de etiquetas e códigos, relógios de ponto e balanças. Todos os itens possuem certificações e garantias. Para ver mais informações, acesse: http://www.zipautomacao.com.br.

categorias: Automação Comercial, Soluções, Vendas, ZIP Automação