Empreendedorismo: Tópicos Básicos para Montar um Açougue

Abrir estabelecimentos do setor alimentício não é tão simples. É preciso desenvolver um Plano de Negócio, como também pesquisar e estudar meios para controle de estoque e operação interna, apostar em funcionários qualificados e equipamentos específicos. A seguir, os tópicos básicos para montar um açougue:

Informar-se sobre leis e exigências

Neste primeiro passo, o empresário está incumbido por providenciar a abertura de CNPJ, solicitar o alvará de funcionamento do negócio, contatar sindicato, ler e compreender normas sobre os alimentos e sua comercialização etc.). Contratar um contador profissional também é de extrema importância, ele poderá auxiliar quanto às especificidades do ramo e suas regularidades.

Conhecer o público-alvo

A demanda por itens com preços baixos ou a procura por carnes nobres (chamadas de “casa de carnes” ou “boutique de carnes”, por exemplo) influenciará diretamente na seleção dos produtos a serem vendidos e, consequentemente, na escolha do público principal que frequentará seu estabelecimento.

Tomar cuidado com a concorrência e atentar-se ao local

O papel do empreendedor é assegurar que a competitividade do nicho falhe em algumas questões cruciais, seja no atendimento personalizado e/ou na agilidade dos processos. O ponto comercial (localização) também implicará na preferência do consumidor – lembre-se que existem empreendimentos cujo intuito também é de vender carnes, como os outros açougues, hipermercados ou mesmo aqueles mercadinhos de bairro. Criatividade e inovação são itens sempre bem-vindos para fidelizar clientes.

Buscar excelência e personalização no atendimento

Ser bem atendido é o que todos esperam no dia a dia, ainda mais quando o assunto está relacionado ao local de compras. O modo de se comunicar pode ser considerado um cartão de visita de qualquer organização, por isso, ele é tão importante. Hoje em dia é comum ver cursos online e presenciais para melhorar a recepção dos clientes de forma personalizada (levando em consideração a identidade da empresa).

Investir em profissionais qualificados

O empresário deve se atentar ao currículo dos funcionários, a fim de contratar pessoas com experiência comprovada ou oferecer treinamentos específicos para cada atividade que o contratante será responsável. Técnicas de manuseio de produtos e equipamentos, bem como noção de vendas, são quesitos fundamentais para o sucesso no atendimento aos consumidores.

Administrar o estoque e as vendas com Software de Gestão

Software de Gestão ou “sistema de gestão” é uma das soluções que mais auxiliam na captação de informações sobre quantidade de produtos no estoque, cadastros, lançamento de vendas do dia e armazenamento de dados sobre o fechamento do mês. Existem programas específicos para cada tipo de negócio e é através deles que há menos uso de papéis, mais eficiência na hora de checar lucros e rapidez no caixa – facilitando os trâmites de passar as compras e realizar os pagamentos -, proporcionando menos filas e fregueses mais satisfeitos.

Investir em equipamentos ágeis e de qualidade no dia a dia do estabelecimento

Atualmente, a tecnologia é indissociável da rotina de qualquer ser humano. Abrir um negócio, mesmo que pequeno, exige conforto, agilidade, precisão nas informações e qualidade nos produtos oferecidos – principalmente nos “bastidores”. Equipamentos de automação comercial podem auxiliar de várias formas na produtividade, desde a cozinha (com a utilização de moedores, ensacadeiras de linguiças, amaciadores de carnes, fatiadores de frios); no ponto de atendimento (com o uso de balanças, painel de senha, expositores); bem como no caixa (computador, impressora de cupom não fiscal, SAT, leitor de código de barras, software de gestão), entre outros.

categorias: Automação Comercial, Empreendedorismo, Gestão, Soluções